sexta-feira, 8 de maio de 2009

***POESIA ASSANHADA***





Minha poesia quer fazer um 69 com seus versos
.
Quer saboreá-los em riste, descobrindo seu gosto
.
Ser penetrada por seu verso ardente... Com urgência...

.

Minha poesia quer deliciar-se com suas metáforas
.
Sem medo de ser devorada por seu swing canibal
.
Quer embrenhar-se nas suas palavras lascivas...
.

Minha poesia quer um sexo primitivo com seu poema obscuro...
.
Quer morder o tesão provocante dos seus pontos de interrogação
.
Na vã tentativa de ser desvendado, seu olhar grita... De desejo!
.

Minha poesia serpenteia pelos teus versos
.
Sedenta desse manancial de prazer
.
Que emana das tuas sílabas poéticas...

.

Minha poesia se despe
.
De todos os preconceitos e tabus
.
Entrega-se nua... Mas perfumada...
.
Quer ser possuída com amor... Paixão...
.
Que perdure pela eternidade!


LadyM

3 comentários:

  1. nossa erotismo inteligente

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. ALÉM DE ASSANHADA, É DELICIOSAMENTE SAFADA...

    ResponderExcluir

Sejam muito mal-intencionados! Beijos tântricos!